Pão de fermentação natural - Como congelar o fermento natural para conservar por mais tempo.

Oi, Pessoal!

Faz tempo que não publico sobre a produção de meus pães de fermentação natural. Isto não quer dizer que eu não esteja fazendo, muito pelo contrário. Toda semana tenho uma fornada quentinha deste pão delicioso, casca grossa, crocante, miolo denso, sabor maravilhoso e aroma indescritivelmente bom!!!

Hoje a noite vou refrescar meu fermento para amanhã cedo fazer minha massa. E à tarde curtir um pão quentinho!

Em minha última postagem sobre o assunto "Pão Integral - o perigo do industrializado. Prefira o Caseiro!", comentei sobre minhas experimentações em congelar o fermento e que postaria aqui o resultado...

Bom, não gostei do resultado... Não que o fermento tenha estragado ou morrido, o problema é que se você congela, para reativar precisa refrescar o bichinho algumas vezes para ele se fortalecer antes de fazer o pão. Se você vai ficar mais de 15 dias fora, um mês, ou mais, compensa congelar, porém no meu caso, que faço pão toda a semana, então manter o Meu Levian na geladeira e refrescar na noite anterior, já é suficiente e mantém o fermento forte e borbulhante.

Mas tenho alguns potinhos de fermento natural congelado guardadinhos no meu freezer. Quando refresco o fermento (e parte tenho que jogar fora), eu coloco esta parte que seria descartada em um potinho, coloco um pouco de farinha fresca e levo ao congelador. Dá para fazer depois pizzas, palitinhos aperitivo e panquequinhas com esta massa. Ou mesmo reativar o fermento, refrescando algumas vezes até ele reagir bem e fazer uma boa fornada de pão!

Agora vamos às fotos! As primeiras são de meu fermento recém retirado da geladeira, já alimentado com farinha e água fresca (lembro que este pote estava congelado - refresquei o fermento dois dias seguidos para acordar bem o dorminhoco!).


Parece um patê... gosto de alimentar meu fermento natural com farinha de trigo integral. Acho que ele fica mais forte. Agora uma foto de ladinho, com uma etiqueta para marcar onde ele estava, antes do crescimento.


Lembre que o objetivo é aguardar o fermento duplicar de tamanho, no mínimo. Dependendo da temperatura ambiente, deve levar entre 4 a 8 horas. Mas eu prefiro fazer antes de dormir, deixo em um lugar longe de corrente de ar, coberto com um pano limpo, e espero ele se divertir a noite toda. Pelas minhas experiências, foi a que melhor deu resultado.

E de manhã, ele está borbulhante e enoooorme!!!



Perceba que ele mais que duplicou! Repare nas bolhas de ar:



Na textura :



Ou seja, é o ponto ideal para fazer a massa! Ele está aerado e no auge da fermentação!

Esta mistura foi feita com 150 gramas de fermento retirados da geladeira (funciona da mesma forma se ficar uma semana sem ser alimentado), mais 150 gramas de farinha de trigo integral e 100 ml de água fresca.

Antes de usar, misturo o fermento delicadamente com uma colher e retiro a parte que usarei para fazer o pão. A outra mantenho neste mesmo pote, tampo bem e volto para a geladeira. Não se preocupe, pois ao mexer ele vai reduzir bastante de volume, mas ainda está perfeito para ser usado.

Agora as fotos de meu delicioso pão. Pena que não dá para publicar o cheiro desta maravilha!



Assim que termina de assar, eu deixo o pão descansar um pouco na panela (uns 10 minutos, já fora do forno) e depois o coloco sobre uma superfície vazada para esfriar e não acumular vapor em baixo.



Primeira fatia!!! Amo comer com manteiga, margarina, geleia, requeijão, mel... até puro o bichinho é bom!




Aqui já na metade. na foto não dá muito para ver, mas ele fica com a casca durinha (crocante) e o miolo bem aerado.

Este eu usei farinha de trigo branca, farinha de trigo integral e farinha de milho.

Se quiserem conhecer toda a minha saga e o resultado de meus testes, tentativas, receitas e mais fotos, acesse "Fermentação Natural (Levain)"

Bom, por hoje é só. Espero que tenham gostado!

Até o próximo post.

Sonia
Meus blogs:
*Entre dicas e delícias*- dicas de moda, artesanato, esmaltes, comportamento e receitas deliciosas.
*Anratí Bijoux* - Bijuterias Artesanais através da vitrine virtual ou pelo meu blog. Assista ao vídeo
*Estudo Personalizado* - aulas particulares de Piano & Teclado, Acompanhamento Escolar e Informática
Quer receber automaticamente minhas postagens?  Cadastre seu email aqui! ou no canto direito superior do blog!




3 comentários:

  1. Que maravilha! Parabéns, dá vontade de comer só pelas fotos.

    ResponderExcluir
  2. Oi Sonia, td bem? Passei aqui pra contar minha experiência em congelar meu fermento e também não gostei, na verdade, achei que ele tivesse morrido, refresquei umas 3 vezes com farinha integral por ser mais forte que a farinha branca, para reavivá-lo, mas confesso que não estava com tanta esperança assim, mas no final deu tudo certo,ele está borbulhante e continuo com ele vivo a 213 dias fazendo pão toda semana. Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Débora!!! Eu estou amando fazer estas experiências! infelizmente não estou tendo muito tempo de publicar aqui, a última foi a de testar fazer pão sem refrescar o fermento para ver o resultado. Tem um cara que eu sigo no youtube que deu esta dica. Quero ver se consigo postar o resultado aqui... e obriga por me visitar. Também dei uma passadinha no seu blog há um tempo atrás e amei seu artesanto. Muito lindo! Parabéns!!!
    Bjs

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita.
Deixe seus comentários ou dúvidas! Eles serão lidos com muito carinho e contribuirão para melhorar cada vez mais este blog. Obrigada!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...